Legislação e Tributação

Ações trabalhistas: o que o RH pode fazer para proteger a empresa?

Escrito por HCM

Uma das maiores preocupações de todas as empresas é a de sofrer processos de algum de seus empregados ou do Ministério do Trabalho, o que pode afetar seriamente sua imagem e também a saúde financeira. Por isso, é importante evitar ações trabalhistas.

Para ajudá-lo nesse sentido, apresentaremos a seguir 8 boas práticas para reduzir o número desse tipo de ocorrência e garantir a estabilidade do negócio. Continue a leitura!

Tenha uma boa estratégia de gestão de pessoas

gestão de pessoas é um processo complexo, mas que é necessário dentro da organização. O uso de políticas internas e de uma comunicação clara com os colaboradores são as melhores opções para evitar desentendimentos e mediar problemas internos, sem maiores desdobramentos.

Crie um programa de incentivo

Premiações e bônus são absolutamente fundamentais para a estratégia da empresa, pois ajudam a manter seus funcionários sempre motivados e interessados em apresentar um trabalho de qualidade.

Os programas de incentivo levam à lealdade e fazem com que o colaborador sinta-se verdadeiramente parte da empresa. Assim, evita-se reclamações e desinteresse em relação às atividades laborais.

Conheça a legislação para evitar ações trabalhistas

É importante seguir a legislação e todos os encargos a serem pagos, a fim de evitar vulnerabilidades que possam resultar em um passivo trabalhista.

Para alcançar esse objetivo, é preciso conhecer as leis e manter-se atualizado em relação a suas mudanças e atualizações. Quando há atenção para essas medidas, é muito mais fácil garantir que a equipe como um todo e cada colaborador receberá os direitos exigidos por lei.

Trabalhe em parceria com o departamento pessoal e de contabilidade

Para cumprir com a legislação trabalhista e garantir a integridade de seus trabalhadores, faz-se necessário que os setores de RH e contabilidade atuem em conjunto, de maneira integrada.

Isso é importante para que possam ser elaboradas medidas para solucionar problemas recorrentes e, mais ainda, para prevenir quaisquer complicações legais. Dessa forma, ocorre menor incidência de falhas e problemas na gestão de pessoal.

Evite a contratação de funcionários informais

Esse é um grande problema de muitas organizações. Ainda que o colaborador seja parente de alguém ou um conhecido, ele jamais deve atuar informalmente, já que isso abre um precedente para reclamações na Justiça do Trabalho e, como resultado, podem representar uma grande dor de cabeça para o gestor. Portanto, cuidado!

Previna o assédio moral

O assédio moral é um problema que merece bastante atenção dentro do ambiente laboral. Com campanhas internas e de prevenção, é possível manter-se longe do problema. Quando não considerado pela empresa, o empregado pode entrar com um processo e pedido de indenização, o que vai representar uma perda financeira significativa para o negócio.

Monitore os principais riscos do ambiente de trabalho

Para evitar ações trabalhistas, é essencial verificar todos os riscos que envolvem a companhia. Isso demanda uma análise coletiva e outra individual, identificando as condições específicas de cada colaborador, de modo a garantir o bem-estar de todos.

Com isso, sua empresa poderá evoluir constantemente as políticas e diretrizes, garantindo uma melhoria que será percebida por todos os colaboradores.

Faça auditorias internas

Após adotar boas práticas na empresa, deve-se verificar se elas serão devidamente cumpridas. Para isso, aposte no processo de auditoria, que identifica vulnerabilidades e falhas no departamento de Recursos Humanos. Dessa forma, a organização consegue se proteger de problemas legais com os trabalhadores.

As dicas acima vão ajudar a evitar ações trabalhistas. Para colocá-las em prática, organize os processos da empresa e documente todas as atividades, garantindo assim que o setor de Recursos Humanos está executando-as de maneira correta, dentro da lei.

E para você se focar no que realmente interessa, é de se avaliar a terceirização de alguns serviços. 

A HCM Consulting possui uma equipe altamente capacitada e com experiência de mercado que você pode contar. Conheça agora o nosso serviço de Terceirização da Folha de pagamento  e garanta, também, a entrega dos dados para o eSocial de forma correta.

Gostou deste conteúdo? Além da legislação trabalhista, a lei da terceirização também exige cuidado. Então, aproveite para conferir também nosso post sobre os cuidados necessários na contratação de terceiros!
Fale com um especia

Sobre o autor

HCM

O Grupo HCM presta serviços atualmente em duas linhas de negócios: HCM Consulting e HCM Terceirização.

HCM Consulting: Serviço de consultoria, desenvolvimento, capacitação e desenho de processo no produto Totvs HCM – Linha Datasul. Além disso somos especialistas em eSocial tendo solução própria de Mensageria.

HCM Terceirização: Possuímos uma estrutura robusta para o processamento da folha de pagamento. Atendendo a todos os ERPs do mercado, garantimos o atendimento das obrigações legais e recolhimento dos tributos, incluindo principalmente as exigências do eSocial.

E vamos além, fornecemos uma completa tecnologia de acesso as informações através de ferramentas web que permitem que os gestores vejam os dados de sua equipe, como organograma, programação de férias, gestão do ponto, entre outros. O próprio colaborador tem acesso ao Envelope de Pagamento Digital, Informe de Rendimento, Solicitação de Férias e Banco de Horas.

Deixar comentário.

Share This